Sem defesas.

Gosto da percepção de que o tato é o mais amplo, complexo e exposto sentido dos seres viventes. Quiçá o único absolutamente em desamparo, pois entregue, sem proteções, à alteridade e ao estranhamento. Integralmente envolto no nada, e lançado no tudo. Visão, audição, paladar, olfato e tato. Cinco os órgãos de sentido a experimentar oContinuar lendo “Sem defesas.”

Dualismo

Acordei ainda atordoada. Minha cabeça pulsava deixando meu rosto contraído de dor. Continuar ali deitada me traria mais desconforto. Levantei meio tonta. Caminhei até à cozinha e tomei um gole d’água bem devagar, tentando alinhar meus pensamentos. Aconteceu de novo. Qual será a razão disso tudo? Porque esses sonhos perturbadores insistem em me atormentar? TalContinuar lendo “Dualismo”

A BONEQUINHA

Quando cheguei do aeroporto no apartamento em que ficaria hospedada fui levada pela dona da casa até o quarto que eu ocuparia. Desarrumei a mala, acomodei minhas roupas e tudo que eu trouxe da melhor forma possível no armário que me havia sido oferecido. Como sempre faço, dei uma olhada em torno do quarto e viContinuar lendo A BONEQUINHA

LAMENTO / ENTENDIMENTO

Eu não sei porqueas lágrimas acompanhammeus escritos…Porque elas caem tão facilmenteao som do piano tristeque todos julgam soar tão alegre.Eu juro que não entendoporque a poesia vem semprede mãos dadas com esse vazioe essa tristeza que preenchem os pensamentos, os sonhos, as noites,madrugadas… E os dias, e os anosa esbranquiçar meus cabelos,enrugar meu sorriso.Eu juro,Continuar lendo “LAMENTO / ENTENDIMENTO”

Feliz aos 40

Era seu 40° aniversário. Olhou-se no espelho após a festa e sentiu que as rugas começavam a pular de seu rosto, uma a uma. Passou removedor de maquiagem e tocou em sua própria face, percebendo cada marca de expressão. Jogou água no rosto. Como em um mapa, ele trazia os caminhos de uma história: quarentaContinuar lendo “Feliz aos 40”

Rosi por Rosi

Me definir parecia fácil, mas não é tão simples assim. Agora que decidi escrever sobre isso, me deparei com uma aridez criativa, então vou deixar as palavras fluírem pro papel e espero que façam sentido… quero saber mais de mim, conhecer profundamente meus pontos fracos e fortes, me desvendar para extrair o melhor que possoContinuar lendo “Rosi por Rosi”