Conecte-se

Você sempre terá 1000 motivos externos para se sabotarVocê já parou pra perceber se realmente as escolhas que você faz são suas? Você já se viu de frente à conflitos desnecessários, comentários descabidos ou dores dispensáveis?Para enriquecer os seus pensamentos e as suas escolhas é fundamental saber o que você quer e praticar o “estadoContinuar lendo “Conecte-se”

Os sonhos mudam

Desde pequena sonhava em ser bailarina. Dessas que dançam em grandes companhias, ganham prêmios, e dão entrevistas. Para a realização do projeto, treinava todos os dias. Era incansável em seus passos e piruetas. Ensaiva, e ensaiava, e ensaiava… Até que com apenas dezoito anos entrou para o corpo de baile de um grande grupo. AContinuar lendo “Os sonhos mudam”

“O que você deixou de ser quando cresceu?”

O domingo corria apressado enquanto eu tentava inutilmente impor a ele um ritmo de leveza que eu própria nem tenho. O fim de tarde era morno, com as estruturas pesadas de concreto dos viadutos da cidade expurgando todo o calor que receberam ao longo do dia. Em um deles, uma frase de letras inconstantes cravou-meContinuar lendo ““O que você deixou de ser quando cresceu?””

Presença

Se puder escolher um caminho em tua vida, escolha se emocionar. Escolha a experiência que te levará para além; afora de tuas margens concretadas. Sempre. Para longe dos sentimentos diários e atitudes orquestradas. Opte por aquela viagem que sonhou, muito antes de poder viajar. Retire da estante o livro que te desafia.  Pés no chão;Continuar lendo “Presença”

Receitas de Família

Chá de capim-santo com bolacha água e sal: Dia quente e de ócio Com primos-irmãos O vento quente e empoeirado do sertão O corpo de criança que não se cansa das brincadeiras do dia Mas que sucumbe à dor do ventre na noite sem fim “O que comeu? O que aconteceu?” A avó com olharContinuar lendo “Receitas de Família”

Quando percebi meu fim

Me peguei pensando que comecei a morrer, após um pesadelo. Nele, eu mergulhava no fundo de um mar, e não mais voltava. Acordei assustada, suando. Mas afinal, quando começa a vida, e quando ela de fato termina? Seria viver estar preso a um corpo material, que apodrece aos poucos? Ou a vida teria um significadoContinuar lendo “Quando percebi meu fim”

Expresso da Meia-Noite

Sabe aquela receita do insucesso que todos, inclusive eu, recomendam não fazer porque é quase certo que o resultado dê errado? Não seria exatamente uma tragédia anunciada, mas a chance de “dar bom” seria bemmm improvável. Mas uma chance mínima ainda é uma chance, então me apeguei a ela com disposição. Me inscrevi para participarContinuar lendo “Expresso da Meia-Noite”