Início

Coletivo de Mulheres Escritoras

“Um respiro para dias comuns”

Posts recentes

Hospedeiro de palavras

Ela tinha a ligeira impressão de que sempre era escutada por ele, mas nunca ouvida. Ficava sempre presa na contingência do pensamento dele e não vivia o real das palavras que sua boca reproduziam. Sensação de desespero, sensação de eco ineficaz. Definitivamente ele era o opressor da sua linguagem, ele era um hospedeiro das suasContinuar lendo “Hospedeiro de palavras”

RECOMEÇO

Três da manhãpesou-lhe a mão que lhe fezfilhos.da cama ao chãosubsolo da humilhaçãocaída. alma e camisolaem desalinhoo quarto, arco de entradaporta de saídadizia o dedo em riste.ela, rainha em seus desejosela, rama de lenha molhadafoi o que lhe dera a existência.A mulher há incontáveis sóisnão pescava caranguejos na lamanão comia peixe salgado para o mêsarrancadoContinuar lendo “RECOMEÇO”

Grito eloquente

Quer tudo para o mesmo instante Não sabe esperar nem poucos minutos Balança as mãos e respira ofegante Essa é a vida do impaciente. É o trabalho, a casa, o financeiro. Um turbilhão de coisas na memória; Não sabe se dá um passo a frente Ou se acalma e espera. Vidas do século XXI TerapiasContinuar lendo “Grito eloquente”

Arquivos organizados por mês:

Encontre o Sabático em outras mídias:

%d blogueiros gostam disto: