ELA DISSE SIM

Por: Lidianne Monteiro Disseram-lhe que ela deveria sossegar. Reforçavam quase diariamente que já era hora de se aposentar também dessa inquietude de querer alguma coisa que ela não sabia direito o que era. Mas que sabia que queria. Isso a impulsionava, ainda que passasse por represálias dos que teimavam em condená-la a viver uma vidaContinuar lendo “ELA DISSE SIM”

ELA DISSE ADEUS!

Ela disse adeus, e chorou. Ainda havia sinal de amor, mas era o fim. Ela já não estava feliz! Mas demorou para perceber, para aceitar e para se decidir. Havia se perdido de si mesma. Já não se reconhecia mais. Distante de seus sonhos, seus desejos e expectativas. Já consciente, sentiu o peso do relacionamento,Continuar lendo “ELA DISSE ADEUS!”