Des(encanto)

Já perdera de longea contagem dos dias ServirAgradarAtenderAnular De onde vinham todas aquelas cobranças? Por mais que fizessese esforçassedesviasse a atençãoLá estavam elasListadasPontualmenteA sufocar Sempre tem alguém para mandarE na roda o mandado Como uma continuação nada efêmera daquele rigor travestido de bom Mas hoje não Na balançaum minuto de reconhecimentoseguido de horas de insuficiênciaContinuar lendo “Des(encanto)”

Solta

Solta os medos As limitações As angústias Tudo o que te prende Solta o peso A sensação de impotência e de não merecimento Solta o grito a respiração contida, o confinamento Solta as ideias, as emoções A gentileza, os afetos Solta o amor E OLHE PARA A FRENTE E ande mais leve Sinta o solContinuar lendo “Solta”

A FESTA ESTAVA PRONTA

Balões coloridos, mesas decoradas, um cheiro de felicidade invadindo todo o salão. Barulho de taças para as bebidas e uma música maravilhosa preenchendo o lugar Ela queria sair rodopiando, sorrindo, enchendo o pulmão daquela energia boa, daquele tanto faz, daquele lugar onde tudo era único e especial Um som alto e diferente Sobressalto Ela acordaContinuar lendo “A FESTA ESTAVA PRONTA”

INTRUSO

O que você não entende Você guarda Em lugar escondido Escuro Indefinido De quando em vez Pelas frestas da alma Ele passa Fragmentado Um filete E te desloca Incomoda Domina Ei, volta para lá Ordeno Não posso diz sereno Sou parte de você Ou me reconhece Ou … O passado é assim Uma releitura FoscaContinuar lendo “INTRUSO”

Reencontros 

Olhou profundamente no espelho Para além da imagem, quem estava ali? Reconhecia nos traços mais delicados a menina que fora aos 07 anos Na leveza do olhar  a moça dos 18 Na força, a mulher de 30 Na altivez, a de 40 Eram como camadas sobrepostas  da mesma pessoa Mas que ganhavam contornos diferentes EContinuar lendo “Reencontros “

O DIA SEGUINTE

Por: Sônia Souza Ontem Uma explosão de emoções Aliás, os dias se sucediam em um frenético passar de horas, com o coração se enchendo de beleza pela vida As pessoas estavam mais bonitas, generosas e felizes O céu estava mais azul e nas veias aquela sensação de que algo maravilhoso estava por vir Era música,Continuar lendo “O DIA SEGUINTE”

DUAS FORMAS DE SER

Por: Sônia Souza ÍMPAR Era um naquele instante ímpar procura seu lugar pequeno e cômodo no final do dia Pela manhã se feria no meio dos outros tantos pares E sentia na pele a dor de dividir o que deveria se completar FALTA UM Nas segundas emergia e duvidava até do que dizia(…) Na terçaContinuar lendo “DUAS FORMAS DE SER”