Reencontros 

Olhou profundamente no espelho Para além da imagem, quem estava ali? Reconhecia nos traços mais delicados a menina que fora aos 07 anos Na leveza do olhar  a moça dos 18 Na força, a mulher de 30 Na altivez, a de 40 Eram como camadas sobrepostas  da mesma pessoa Mas que ganhavam contornos diferentes EContinuar lendo “Reencontros “

O DIA SEGUINTE

Por: Sônia Souza Ontem Uma explosão de emoções Aliás, os dias se sucediam em um frenético passar de horas, com o coração se enchendo de beleza pela vida As pessoas estavam mais bonitas, generosas e felizes O céu estava mais azul e nas veias aquela sensação de que algo maravilhoso estava por vir Era música,Continuar lendo “O DIA SEGUINTE”

DUAS FORMAS DE SER

Por: Sônia Souza ÍMPAR Era um naquele instante ímpar procura seu lugar pequeno e cômodo no final do dia Pela manhã se feria no meio dos outros tantos pares E sentia na pele a dor de dividir o que deveria se completar FALTA UM Nas segundas emergia e duvidava até do que dizia(…) Na terçaContinuar lendo “DUAS FORMAS DE SER”

MEIO-DIA

Por: Sônia Souza Todos os dias, na saída da Escola passava por aquela casa de vila em uma rua repleta de árvores. Dali vinha um cheiro de casa, vozes ao fundo, panela de pressão no fogo, tempero de comida fresquinha para alguém. Nunca vi nem tampouco conheci qualquer pessoa dali. Mas, naqueles não mais queContinuar lendo “MEIO-DIA”

DE DENTRO DE MIM

Por: Sônia Souza EuEm uma mesa redonda, sentamosEra estranha a nossa troca de olharesUm desconhecimento conhecido, quase íntimo Na mesa as cartas iam sendo, uma a uma, apresentadasAutoestima CuidadoGentilezaAmor IntolerânciaFugaFantasia Realidade E diante de tudo perguntei até aonde aquilo iriaPerplexa ouvi a respostaFluida e paciente que saia de mim Vamos até o fim Crédito daContinuar lendo “DE DENTRO DE MIM”

SINAIS

Por: Sônia Souza Gente que vive de sinais Eu sou assim Uma esperança voando na sala Um sonho mal sonhado Uma borboleta bruxa a espreita Desde pequena procuro sinais em tudo que vejo Foi assim que passei a vida paralela interpretando tudo o que acontecia com um script que brincava comigo aqui e ali talContinuar lendo “SINAIS”

LICENÇA PARA SER

Por: Sônia Souza Na porta da cozinha ela se sente segura Afinal, no doce lar, cada um tem seu espaço Da porta da cozinha ela espreita a salaPor vezes não acredita em tudo o que conquistou Da porta da cozinha ela olha a janelaLembra do diploma, prêmios, cargos conquistadosO sucesso ainda por virMas… há umaContinuar lendo “LICENÇA PARA SER”