IDENTIDADE

Por: Karina Freitas Quem sou? O que sou? Quem somos? Será que somos … Os papéis que representamos no grupo social a que fazemos parte? A profissão que escolhemos? O trabalho que nos escolheu? A forma como encaro meus desafios? Ou o sorriso que eleva meu dia? Ainda as lágrimas que derramei? Talvez seja… AContinuar lendo “IDENTIDADE”

SOBREVIVENTE

Por: Karina Freitas Tentaram abortar-te: um sopro de vida que lutava, em um corpo nutrido pela rejeição, pelo desamor e pela revolta; lutou e, contra todas as expectativas, vieste ao mundo, como uma flor entre os espinhos prosperou. Tentaram desamar-te: não lhe deram abraços, não ganhou beijos, não havia alegria, menos ainda carinho ou consolo,Continuar lendo “SOBREVIVENTE”

O VOO DELA!

Por: Karina Freitas Ela partiu… Voou para terras distantes. Foi enfrentar seus medos. Descobrir sua coragem. Buscar seus desejos. Viver seus sonhos. E realizar suas conquistas. Permitiu-se falhar, perder e chorar… Desesperou, desistiu e retomou… Experimentou, aprendeu e cresceu… Comemorou derrotas e vitórias. Se perdeu e se achou. E voou mais… Seria ousadia, um sonho,Continuar lendo “O VOO DELA!”

SIMPLESMENTE

(última atualização em 27 de junho de 2021) Por: Karina Freitas No segundo ano em pandemia comemorar mais um ano de vida é uma grande celebração. Receber e celebrar felicitações de saúde ganhou novo significado. Ter os mais próximos vivos e saudáveis é um motivo de gratidão. Vou querer mais o que neste momento? DaíContinuar lendo “SIMPLESMENTE”

INVENTÁRIO

Por: Karina Freita Mudanças decorrem de escolhas. E escolhas provocam movimentos! Cada movimento é regido por uma decisão. Toda escolha também envolve uma eliminação. Definitiva?! Talvez sim!!!  Ou um realinhamento de prioridades. Mudanças podem ser muitas: casa, trabalho, rotina, carro, visual, e tantas outras! Mas aquela que envolve o nosso íntimo merece o atributo deContinuar lendo “INVENTÁRIO”

CONQUISTE-SE

Por: Karina Freitas Faria qualquer coisa para alcançar a felicidade que lhe garantiram. Ela queria conquistar o mundo, mas não conquistou a si mesma. Era jovem, bonita, dedicada e inteligente. Era determinada, forte, competente e capaz. Amava o trabalho. Tinha acabado de ser promovida. Teria um futuro promissor. Respeitada por clientes, querida por amigos, amadaContinuar lendo “CONQUISTE-SE”

ELA DISSE ADEUS!

Ela disse adeus, e chorou. Ainda havia sinal de amor, mas era o fim. Ela já não estava feliz! Mas demorou para perceber, para aceitar e para se decidir. Havia se perdido de si mesma. Já não se reconhecia mais. Distante de seus sonhos, seus desejos e expectativas. Já consciente, sentiu o peso do relacionamento,Continuar lendo “ELA DISSE ADEUS!”