A SEMENTE DO ACOLHIMENTO

EM TODAS AS SITUAÇÕES, A DUREZA DO ABANDONO PODE TRAZER A LIÇÃO REDENTORA DA ACOLHIDA, A DEPENDER DE COMO REAGIMOS A ELE. Temos um gatinho em casa. Adotado há quase três anos. Fruto do desejo antigo da minha menina mais nova, ele chegou em um momento em que nossa família se reestruturava e se acomodavaContinuar lendo “A SEMENTE DO ACOLHIMENTO”

NO MUSEU DOS AMORES PERDIDOS

Por: Lidianne Monteiro Não se demora no museu Não se quer souvenir Tudo o que se quer é partir Os corredores estão vazios As gargalhadas nas prateleiras soam tristes De repente se está lá, sem que se queira estar Já era outro tempo e foi a música que lhe levou O perfume que lhe levouContinuar lendo “NO MUSEU DOS AMORES PERDIDOS”

PALETA DE CORES

Por: Lidianne Monteiro Nesse cenário onírico, ela fazia parte de cada aventura e se sentia tão pertencente a aqueles lugares como os demais que ali transitavam com familiaridade. Acordou no seu quarto preto e branco e nele passou todo o dia. Já tinha se acostumado a falta de cor. No começo foi estranho e tomouContinuar lendo “PALETA DE CORES”

PARA AS MULHERES QUE CONTINUAM EM MIM

Já há algum tempo eu tenho pensado muito na minha ancestralidade e no que as mulheres incríveis que vieram antes de mim me deixaram de legado. Nesta semana que passou escutei a frase de que herança seria diferente de legado. Enquanto a herança seria o que você deixa para o outro, o legado seria oContinuar lendo “PARA AS MULHERES QUE CONTINUAM EM MIM”

ESPERANÇA

Dormi até acordar, sem despertador, sem hora marcada. Só que não programar o despertador é só uma farsa que faço comigo mesma. Porque, na prática, deixo a janela e a cortina abertas para a luz do sol invadir o quarto e me despertar. Banho-me com essa luz, energizando-me e completando o trabalho das horas deContinuar lendo “ESPERANÇA”