A HUMILHANTE

Mercedes foi convidada a entrar numa sala. De início era para falar de algo do dia a dia, de coisas de menor importância, mas ao adentrar naquela sala lá estava a humilhante que a tentou diminuir com muitas palavras a colocando como uma pessoa que ela não era.  Ela foi chamada de egoísta, de individualContinuar lendo “A HUMILHANTE”

FRAGMENTOS DE DIÁRIO INTIMO

Fragmento I – Observar   Sentir o vento frio em meus braços nus, escrever a luz de velas, repousar no jardim olhando as estrelas, compreender o céu  mais estrelado  que nunca,    Apreciar a solidão, soledad, solitude,    Continuar deitada na grama o tempo necessário para ver uma estrela cadente.    Ser, escutar, vibrar, sentir.Continuar lendo “FRAGMENTOS DE DIÁRIO INTIMO”

PROFUNDO (A)MAR

Por: Lívia Maria Finitas tardes intermináveis,Cabelos embaraçados, soltos.A ventania os amava tanto…E a recíproca era real. Surreal.Cobrindo face, encobrindo medos,Embalados na canção profunda,Tão profunda a misturar brisa, riso,Sonho, desejo, lágrima e sal…Uma vida. Uma eternidade. Mar.Profundidade. Melancolia. Despertar.Verdes ondas acariciando as rochas,Acolhendo as lágrimas, abraçando-as,Dançando ao som do meu pranto…Pressentindo a dor da despedida,Vislumbre imediato,Continuar lendo “PROFUNDO (A)MAR”