OBRIGADO MOÇA

Moça, lembro de você desde o início, as primeiras sensações… Lembro do calor do seu corpo, das batidas do seu coração. As vezes ele batia tão acelerado que se confundia com o meu. O som das suas risadas eram como o badalar convidativo dos sinos das igrejas ao chamar os seus fiéis. Lembro também doContinuar lendo “OBRIGADO MOÇA”

Útero de Aluguel

Hoje amanheci com vontade de entrar em um útero de aluguel. Daqueles que a gente escolhe e paga sem dar muitas explicações. Simplesmente ficar lá o tempo que achar necessário para estabilizar o caos dessa vida de altos e baixos. Ficar lá sem compromisso com nada, sem calcular, sem pensar. Respirando somente. Depois quando forContinuar lendo “Útero de Aluguel”

DESPERTAR

Por: Karla Militão Ela acordou, abriu os olhos e sentiu um arrepio estremecer todo o seu corpo. Parecia que todo o seu ser estava sendo aniquilado. Um suor frio percorria seus pelos. Fechou os olhos bruscamente e desejou nunca ter acordado. Sentiu um frio no estômago. Ficou perdida em vários pensamentos acelerados e desconexos. BuscouContinuar lendo “DESPERTAR”

BORBOLETAS

Por: Karla Militão Admiro as borboletas. Elas vivem cada momento intensamente. Admiro as borboletas. Elas são discretas, belas e voam sempre em busca do colorido das suas queridas flores. Na sua frágil beleza dão exemplo de simplicidade e elegância. Não gostam de alarde, ao contrário são silenciosas e no silêncio quando nada parece acontecer elasContinuar lendo “BORBOLETAS”

VOA PASSARINHO

Por: Karla Militão Ele chegou assustado. Seu bico parecia machucado. Trazia suas asas feridas e Nos olhos lembranças perdidas. Cansado de voos cansativos Largado e já sem motivos Não sabia o porquê, mas se encantou por ela. Talvez pelo seu jeito de criança que trouxe a ele um raio de esperança. Ela cuidou do PassarinhoContinuar lendo “VOA PASSARINHO”

O EXEMPLO DO GIRASSOL

Nesse mundo de especialistas estamos perdendo o nosso olhar aberto. O olhar simples que percebe a eterna transitoriedade do mundo. Por: Karla Militão Parafraseando Fernando Pessoa; quero meu olhar nítido como um girassol que olha para o lado direito e para o lado esquerdo e de vez em quando também olha para trás. Desejo nuncaContinuar lendo “O EXEMPLO DO GIRASSOL”