PORTAL

Por: Lidya Gois Ela adentrou em um desses portais que te fazem viajar no tempo. Quando recobrou os sentidos, reconheceu instantaneamente a familiaridade daquele lugar. Era uma espécie de quintal que abrigava um quartinho cheio de tralhas. Tinha uma modesta plantação de bananeiras e alguns pintinhos empenhados em achar algo para beliscarem. Ela ainda estavaContinuar lendo “PORTAL”

CEIA DA LUZ

Por: Lidya Gois O universo emudece no turbilhão de emoções desconexas. E nesse angustiante silêncio, a palidez da alma é revelada pela face. A formosura aviltada, no entanto, pode retornar. Volta teus olhos à janela e sente o aceno do consolo. Abre a porta, convida a Luz para entrar e come do alimento que elaContinuar lendo “CEIA DA LUZ”

PALAVRAS ESPALHADAS

Quem sabe elas encontrem um coração distraído Por: Lidya Gois Deixa eu escrever, espalhar minhas palavras por aí Quem sabe elas encontrem um coração distraído Arranquem algum pequeno sorriso Sejam a companhia de alguém na solidão Tragam de volta um lampejo de esperança Ou quem sabe elas viajem e cheguem distante Bem no instante emContinuar lendo “PALAVRAS ESPALHADAS”

SIMPLICIDADE

Por: Lidya Gois Ela traz levezaFaz o olhar enxergar a almaDeixa o riso mais acessívelO coração, torna mais grato É amiga da generosidadeAnda abraçada com a sabedoriaPode morar nas ruas ou nos paláciosOnde encontra abrigo, fica Gosta de surpreenderInverte a lógica convencionadaFez o Mestre lavar os pés dos discípulosE nos convida a experimentá-la