CORAÇÃO

Eu vejo poesia nas flores da calçada, No desgastado reboco da parede expondo os tijolos em forma de coração. Na textura histórica dos asfaltos, No peso dos passos e na leveza dos sons. No toque do sol me ardendo a pele. Nos inesquecíveis pequenos detalhes. Na presença das cores e na ausência delas eu tambémContinuar lendo “CORAÇÃO”

FRAGMENTOS DE DIÁRIO INTIMO

Fragmento I – Observar   Sentir o vento frio em meus braços nus, escrever a luz de velas, repousar no jardim olhando as estrelas, compreender o céu  mais estrelado  que nunca,    Apreciar a solidão, soledad, solitude,    Continuar deitada na grama o tempo necessário para ver uma estrela cadente.    Ser, escutar, vibrar, sentir.Continuar lendo “FRAGMENTOS DE DIÁRIO INTIMO”

DITO DE FRIDA

Por: Rosi Santos “Onde não puderes amar, não te demores”, nunca antes em minha vida, esse dito de Frida fez tanto sentido. Não posso amar onde não há empatia para com os sentimentos e dor do próximo, porque o “amor é paciente e bondoso”. Não posso amar onde não se vive uma história autêntica, nossa,Continuar lendo “DITO DE FRIDA”

SIMPLESMENTE

(última atualização em 27 de junho de 2021) Por: Karina Freitas No segundo ano em pandemia comemorar mais um ano de vida é uma grande celebração. Receber e celebrar felicitações de saúde ganhou novo significado. Ter os mais próximos vivos e saudáveis é um motivo de gratidão. Vou querer mais o que neste momento? DaíContinuar lendo “SIMPLESMENTE”

ILUSÃO

Por: Julia Quintanilha Quem me dera poder me apaixonarCorações nos olhos, borboletas na barrigaAgir de forma estúpida, sentir flutuarFazer as pazes depois de uma briga Passei um tempo dizendo que sentia por vocêTodos esses sentimentos confusos que pareciam no arPareciam fortes e era natural como aprender o abcMas a verdade, é que eu só queriaContinuar lendo “ILUSÃO”

LADY IN RED

Por: Elaine Resende O DJ anunciou a hora do intervalo e colocou uma música antiga, que ele reconheceu imediatamente de um dos discos da sua mãe. Era uma música muito romântica, que falava sobre um homem que admirava uma mulher com a qual dançava, a mais bela de todas, cobiçada pelos homens no salão. ElaContinuar lendo “LADY IN RED”

NUM BECO SEM SAÍDA

Por: Angelica Era assim que me sentia quando alguém me perguntava na frente dos meus pais: você já tem namorado? Queria dizer que sim com vergonha de assumir que não. Ficava horas da minha adolescência sonhando acordada que aquele garoto da casa vizinha era o meu namorado. Em meus devaneios de menina ele se aproximavaContinuar lendo “NUM BECO SEM SAÍDA”

BORBOLETAS

Por: Karla Militão Admiro as borboletas. Elas vivem cada momento intensamente. Admiro as borboletas. Elas são discretas, belas e voam sempre em busca do colorido das suas queridas flores. Na sua frágil beleza dão exemplo de simplicidade e elegância. Não gostam de alarde, ao contrário são silenciosas e no silêncio quando nada parece acontecer elasContinuar lendo “BORBOLETAS”

A CARTA

Oi…    Como tem sido sua vida? Me conta, mesmo que não ache importante.     Mandei arrumar o carro. Ficou bom, você tinha toda razão, estava precisando. Não entendo porquê relutei tanto.    Ainda não consegui ler os livros que me indicou, abro-os, cheiro-os e percebo que não querem ser lidos, só embalados no meuContinuar lendo “A CARTA”