A BONEQUINHA


Quando cheguei do aeroporto no apartamento em que ficaria hospedada fui levada pela dona da casa até o quarto que eu ocuparia.


Desarrumei a mala, acomodei minhas roupas e tudo que eu trouxe da melhor forma possível no armário que me havia sido oferecido.


Como sempre faço, dei uma olhada em torno do quarto e vi muitas estantes de livros infantis, brinquedos, jogos e coisas de crianças. A dona da casa era mãe de dois meninos pequenos.


E já quase no final da minha pesquisa de ambiente deparei-me com dois olhinhos que me olhavam fixamente.


Era uma bonequinha tipo bebê, carequinha, corpinho formado pela própria roupa: um macãozinho de tecido. Pés e mãos do mesmo material da cabeça carequinha.


Ali estava ela, sentada com os olhinhos fixos em mim.


Fiquei impressionada com aquele olhar doce e atento ao mesmo tempo.


Toda vez que voltava ao quarto deparava-me com seu olhar curioso.

Crédito da imagem: Pexels

Os textos representam a visão das respectivas autoras e não expressam a opinião do Sabático Literário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: