MEIO-DIA

Por: Sônia Souza

Todos os dias, na saída da Escola 
passava por aquela casa de vila 
em uma rua repleta de árvores.  

Dali vinha um cheiro de casa, vozes ao fundo,  
panela de pressão no fogo, 
tempero de comida fresquinha para alguém.

Nunca vi nem tampouco conheci qualquer pessoa dali.
Mas, naqueles não mais que 02 minutos de passagem acontecia  
um abraço, aconchego,  
uma intimidade reconfortante.

Quando crescemos, vez em quando precisamos disso
Um cheiro afetivo
Uma sensação carregada de matizes
de um lugar só seu 

Passados muitos anos 
Agradeço ao universo por aquela casa da vila, que me fazia sentir
que tudo estava exatamente 
onde deveria estar.

Crédito da Imagem: Foto por Daniela Echeverri @danielaecheverri

Os textos representam a visão das respectivas autoras e não expressam a opinião do Sabático Literário.”

3 comentários em “MEIO-DIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: