MULHER

Por favor avisa lá nêgo.

Avisa que sou filha do estupro da índia,

Do trabalho escravo.

Da imigração japonesa,

Que sou neta de Sinhá.

Avisa que sou branca, negra, azul, vermelha e amarela.

Sou filha da terra também.

Que brotei do ventre de terras Brasili’s

Minha cultura é osmótica…

Minha alvura é zica genética.

Avisa que sou colorida

E embora Homo Sapiens

Prefiro ser chamada de Mulher.

Crédito da imagem: PEXELS

Os textos representam a visão dos respectivos autores e não expressam a opinião do Sabático Literário.”

Publicado por Katja Mota

Não fui eu, foi o meu eu lírico.

5 comentários em “MULHER

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: