O Gato

O Gato.

Sabe, eu nunca gostei muito de gatos, creio que a independência deles me agride um pouco. Então decidi: nunca terei gatos. E lá estava aquele. Um dia apareceu em cima do muro, lá ficou com seu passo lento e calculado, me olhando, de longe; Petulância.

No outro dia, o “desgramado” estava dormindo no capacho da porta de entrada, não ousou se mexer quando me aproximei, só me restou pulá-lo. Tenho coração. Deixei-o lá, era tão quieto.

No terceiro dia ele miou, saltou do muro, se enroscou entre minhas pernas, deslizou os pelos macios por entre meus tornozelos, sedutor, confesso. Deixei à porta uma fresta. Não sou culpada por ele entrar, entrou por conta. Sento no sofá o gato se aninha no colo, o tamanho exato do corpo leve. É quente. Ele se agrada disso, eu sei. Me peguei lendo em voz alta esses dias e entre palavra e outra minha mão alisava o seu arfar lento e barulhento. Me ouvia como outra voz dita. Dia desses estava tomando café, assim, de um salto alcançou a mesa e me encarou, me olhou nos olhos. Tive medo. Do amarelo dos seus olhos. Não, tive medo do verde dos seus olhos. Não, eu tive medo do mar revolto dos seus olhos. Eu tive medo.

Na minha cama ele me segue. Se aninha na dobra dos meus joelhos. É quente, então deixo, às vezes me apalpa e deita no ventre. É quente então deixo.

O gato não tem dono. A independência dele me agride um pouco, não depende de mim. Eu tenho medo; Da cama vazia.

Crédito da Imagem: Foto Pexels.com

Os textos representam a visão das respectivas autoras e não expressam a opinião do Sabático Literário.”

Publicado por Katja Mota

Não fui eu, foi o meu eu lírico.

6 comentários em “O Gato

  1. Kátia, excelente texto. Vê-se que a protagonista luta contra um sentimento de afetividade e convivência que nela já estão, e que esse bichano sedutor faz fluir. Imagino que o medo dela seja de ser abandonada. Parabéns, querida.

    Curtir

  2. Katja, seu texto me conquistou na primeira frase. Fiquei seduzida pela descrição do cenário e dos seus sentimos e emoções. Às vezes tenho vontade de ter gato, a independência me encanta. Enquanto a dependência do cachorro me agride. Kkkkk

    Curtido por 1 pessoa

    1. Poxa muito obrigada! Esses feedbacks nos dá gás… Qto a gatos e cachorros, tenho ambos e amo, só que gatos são mais inteligentes, eu acho, são quase humanos em tudo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: