CALMARIA

Por: Lidya Gois

Ali parada, contemplando a infinitude, 
o silêncio clama por atenção, 
mas o burburinho dos pensamentos 
não me permite atender seu chamado.

Desço ao mar 
e deixo o movimento da água espantar o barulho. 
Por um instante consigo ouvir a calmaria 
e meu corpo dança na cadência das ondas.

Sinto cheiros conhecidos 
que me trazem de volta à realidade. 
Abro os olhos 
e retorno aos afazeres do dia 
com o coração tranquilo.

Crédito da Imagem: Foto por Miguel Ary

Os textos representam a visão das respectivas autoras e não expressam a opinião do Sabático Literário.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: