UMA CARTA PARA VOCÊ

Quando estávamos na escola, minhas amigas e eu, preocupadas com o inevitável fim das cartas escritas, decidimos criar um “clube de cartas” e para facilitar a logística o fizemos por e-mail.

Não me lembro do conteúdo de nenhuma das cartas, já verifiquei meu e-mail de acima a abaixo e definitivamente não consigo encontrá-las, com certeza as apaguei em algum momento de tristeza.

Enfim, como esperávamos, perdemos aquele lindo hábito de escrever cartas e as cartas viraram e-mails e os e-mails passaram a ser SMS, e o SMS a mensagens de WhatsApp e as mensagens de WhatsApp  emojis.

Durante anos, as cartas inspiraram histórias, romances, filmes e personagens. Os personagens que mais me interessam são aqueles que escreviam cartas de amor para outros, que ajudavam a amigos e estranhos a conquistarem através de textos românticos.

 Há poucos dias conheci uma verdadeira escritora de cartas de amor de carne e osso, e não pude deixar de lembrar de Florentino Ariza que amava tanto Fermina Daza que se dedicava a declarar-lhe seu amor a traves das cartas que escrevia para outras pessoas.

Depois que o e-mail passou a fazer parte das narrativas cinematográficas, o filme “Mens@gem Para Você” que em 1998 retratou perfeitamente aquele frio no estômago que Kathleen (Meg Ryan) sentia quando recebia um e-mail da Joe Fox (Tom Hanks), seu amigo misterioso que tinha conhecido pela internet.

Ontem à noite senti aquele frio quando recebi uma carta em meus sonhos, era uma carta física que estava em minhas mãos, mas não era escrita à mão ou à máquina de escrever, eram letras recortadas de revista e periódicos nos mais diversos tamanhos, estilos e cores, como os sequestradores dos anos 80 e 90 para que ninguém reconhecesse a sua caligrafia.

Apesar de a carta não ter sido assinada por ninguém, eu sabia de quem era e enquanto lia, ficava feliz em saber que acompanhava minha vida, que lia minhas crônicas e contos, e conhecia minhas amigas.

Quando acordei, a primeira coisa que fiz foi verificar meu celular para ver se tinha recebido algum e-mail, não encontrei nada, mas soube que outras pessoas também tinham recebido algumas cartas nos seus sonhos.

Crédito da imagem: Foto por Pexels

“Os textos representam a visão dos respectivos autores e não expressam a opinião do Sabático Literário.”

Publicado por Daniela Echeverri Fierro

Daniela Echeverri nasceu na Colômbia em 1987, onde se formou como advogada. Mora no Brasil desde 2013 e trabalha com negócios internacionais no interior de São Paulo. Apaixonada pela fotografia, viagens, histórias e tudo que desperte a criatividade.

4 comentários em “UMA CARTA PARA VOCÊ

  1. No livro A Arte de Amar, o monge budista Thich Nhat Hanh diz que é o nosso desejo de que algo bom aconteça que nutre nossa expectativa por uma carta. Sua crônica me fez sentir ter recebido uma carta bonita de uma amiga querida. Parabéns pelo texto!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi, Daniela, seu texto é muito bom, minha querida! Também já escrevi muitas cartas. Inclusive fiz casais se entenderem escrevendo por uma amiga apaixonada para seu amor, ” que foi eterno enquanto durou”. Temos grandes escritores, inclusive clássicos, que fizeram uma literatura estupenda por meio de cartas, como Rainer Maria Rilke ( livro: Cartas a Um Jovem poeta); o estoico Sêneca ( LIivro: Sobre a Brevidade da Vida), e no Brasil,tantos outros,como nosso grande intelectual, ex-presidente da Academia Brasileira de Letras, Austregésilo de Athayde (obra: Epístola aos Contemporâneos, ensaio, 1967). Desculpe o comentário longo, Daniela. Veja como seu texto nos inspira. Parabéns! Obrigada. Beijo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: