GATA NO CIO

Por: Rosi Santos

Em cada salto, uma esperança de matar a vontade de algo que nunca experimentou.

E ela amanheceu assim, completamente no cio! É um desespero de contorções, um desassossego de movimentos, nada tá bom, nada tá satisfatório. E ela segue no seu sofrimento matinal ao longo do dia…

Comer e beber é um sacrifício, falta concentração, foco, vontade. Em movimentos circulares e repetitivos, ela percorre todo o quarto, a sala, a cozinha… espera uma brecha pra fugir em busca de satisfazer sua vontade.

Por quantos dias ela ficará desse jeito? É perturbador, angustiante, sentir tanta necessidade e não poder saciá-la… tô ficando cansada por ela, quero ajudar e não sei como…

Tento conversar, acarinhar, deixa-la confortável, mas nada ajuda, nada faz efeito, nada alivia esse tormento da natureza felina…

Em cada salto, uma esperança de matar a vontade de algo que nunca experimentou, é o primeiro cio e ela não sabe o que é isso, ela não sabe como fartar tanto desejo, só sente… e espera…

De repente ela para, se posiciona e espera… espera por algo, espera o preenchimento, espera a penetração, espera um momento fugaz de prazer e nada…

Janelas e portas fechadas impedem que ela fuja, impedem que um intruso entre, impedem um momento de prazer irracional, impedem a concretização do instinto de reprodução, impedem que a população felina dos arredores aumente…

Sigo contemplando esse estado de excitabilidade profunda, pensando nas minhas carências e necessidades há tanto tempo esquecidas, há tanto tempo camufladas, há tanto tempo deixadas de lado…

Então somos duas fêmeas desejando satisfazer de tanto desejo: pra mim adormecido e pra ela novidade…

Queremos acasalar, mas não procriar. Eu posso e consigo, sei como ter o prazer sem cria…Ela não… Quando for castrada perderá esse desejo sôfrego, essa necessidade, essa inquietação…

Agora ela adormeceu e está sossegada. E eu também. Faz um tempo que despertei pra vida dos orgasmos múltiplos, das caricias intimas, dos beijos nos pescoço e tenho gostado de viver de novo tanta coisa boa…

Castração agendada para início de maio/2021, falta pouco Dandara! Falta pouco pra você ficar livre desse tormento pra sempre… te prometo… você terá uma vida tranquila, segura, estável, poderá comer e beber em paz, brincar sem amarras, dormir onde e como quiser!

Mas eu estou embarcando numa viagem inversa. Quero a inquietação e o desassossego de um relacionamento… quero as incertezas e as possibilidades infinitas de fracasso e sucesso… quero deitar de um jeito e acordar de outro, todo dia… quero me sentir diferente, vulnerável e um tanto insegura… quero as expectativas, as emoções e muito gozo… quero viver plenamente meus cios!


Rosi Santos

Artesã, apaixonada por gatos, apaixonada pela vida.


Publicado por rosicleiasantos

Sempre sonhadora e intuitiva, interpreto na vida o papel de mãe da Manu e o de amiga de muitos seres especiais! Buscando me desafiar, aceitei o convite de mergulhar no universo mágico da escrita!

2 comentários em “GATA NO CIO

  1. Rosi, eu amei como transformou um evento despretensioso numa discussão filosófica do mundo feminino. Qts mulheres são castradas psicologicamente e não conseguem viver seus cios.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: