SEMENTE


 Antes de brotar, semente
 A vida já existia
 Escondida e caprichosa
 Esperando um momento para se revelar
 E você veio me visitar em forma de inspiração
 Tomou forma palpável na minha alma
 Me visitou em meus sonhos
 De mansinho para eu não fugir
 Eu tinha medo
 Era solo árido
 E cresceu meu desejo de ouvir seu sorriso que eu ainda não conhecia
 De sempre te ver
 Semente, brotou no meu coração
 Fez tum-tum mudinha e se enraizou
 E um dia eu, que não sabia amar
 Te peguei no colo
 E você, brotinho
 Agora é raiz grossa, caule, seiva
 Primavera em luz
 Polidez poética
 Gentileza que abraça
 Você é um cadinho de tudo de bom 

Não vá embora ainda!

Deixe estrelas para avaliar esse texto

Avaliação: 1 de 5.

Publicado por Elaine Resende

Aspirante a escritora, amante das letras, viciada em criatividade fantasiada de texto, foto, desenho, música e escultura de argila. Um dia será boa em pelo menos uma dessas coisas, mas se diverte em seguir tentando.

6 comentários em “SEMENTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: