MEIO-DIA

Por: Sônia Souza Todos os dias, na saída da Escola passava por aquela casa de vila em uma rua repleta de árvores. Dali vinha um cheiro de casa, vozes ao fundo, panela de pressão no fogo, tempero de comida fresquinha para alguém. Nunca vi nem tampouco conheci qualquer pessoa dali. Mas, naqueles não mais queContinuar lendo “MEIO-DIA”

DIARIAMENTE

Por: Lidianne Monteiro Tenho que lavar o cabelo. Agora estou sem paciência. Será que dava para aguentar sem lavar até amanhã? Olho no espelho. Reparo na cor dos fios. Ora gosto. Ora duvido se a última cor ficou boa mesmo. Mas eu ia apenas decidir se estava sujo. Foco. Lembro que amanhã terei um compromissoContinuar lendo “DIARIAMENTE”