A BONEQUINHA

Quando cheguei do aeroporto no apartamento em que ficaria hospedada fui levada pela dona da casa até o quarto que eu ocuparia. Desarrumei a mala, acomodei minhas roupas e tudo que eu trouxe da melhor forma possível no armário que me havia sido oferecido. Como sempre faço, dei uma olhada em torno do quarto e viContinuar lendo A BONEQUINHA

UM PET EM NOSSA VIDA

O cachorrinho que pensava que era gente…Byron era seu nome. Pelo pretinho reluzente. Carinha de bichinho carente. Olhar “pidão” feito menino quando quer um doce.Chegou para a família bem na hora da pandemia. Foi uma alegria. Preencheu o dia das crianças e distraiu os adultos de suas enormes preocupações.Trouxe também um aumento das responsabilidades diáriasContinuar lendo “UM PET EM NOSSA VIDA”

AINDA SEREI EU

Desde criança convivi com muitas mudanças por causa do trabalho do meu pai.  Viajamos por muitas cidades do Norte, Nordeste e Sudoeste do Brasil.Conhecemos muitas culturas, diferentes modos de falar, de se comportar e de costumes.Não posso deixar de falar na culinária de cada lugar.  Ao chegarmos eram nos apresentados diferentes pratos de comidas típicasContinuar lendo “AINDA SEREI EU”

HERANÇA

A herança que eu quero deixar não é feita de BENS, de POSSE ou valor em dinheiro. É o amor pela vida O desejo de construir um futuro de afetos e amizades São as gargalhadas gostosas dos almoços de família nos dias de domingo É uma herança herdada de meus pais A paixão pela música,Continuar lendo “HERANÇA”

SIMPLESMENTE EU

Neste momento eu não penso na minha aparência atualizada pela idade. Neste momento apenas penso no que guardo em minha alma. A mulher que sou hoje já foi uma adolescente de saia curta, batom vermelho e longos cabelos soltos ao vento. Tomava refrigerantes, comia cachorro quente e dava risadas gostosas. Desfrutava a vida do jeitoContinuar lendo “SIMPLESMENTE EU”

FINAL FELIZ

Quando eu ainda era criança ouvia muitas histórias infantis. Mesmo que durante toda a narrativa houvesse o relato de sofrimento ou dificuldades no final sempre acabava tudo bem. Com certeza o príncipe se casava com a mocinha mesmo que ela fosse a gata borralheira. Toda história terminava muito bem. Os malfeitores eram castigados e osContinuar lendo “FINAL FELIZ”

CARTA PARA MÃE BIOLÓGICA DA MINHA FILHA ADOTIVA

Querida amiga: Este ano resolvi escrever cartas para as pessoas, que de alguma forma fazem parte da minha vida. Você é uma dessas pessoas, que entrou na minha vida de forma radical e para sempre.Hoje é seu aniversário. Não me esqueço e nunca poderei esquecer. Você me deu uma das joias preciosas de minha família.Continuar lendo “CARTA PARA MÃE BIOLÓGICA DA MINHA FILHA ADOTIVA”

CARTEIRO

Por: Angelica Na minha adolescência tínhamos uma verdadeira veneração pelo carteiro. Como já está dito no próprio nome da ocupação que tem, o carteiro era o funcionário dos Correios que tinha por obrigação entregar a correspondência nos endereços escritos nos envelopes.Naquele tempo, só homens podiam ser carteiros. Andavam a pé por muitas ruas do bairroContinuar lendo “CARTEIRO”

TEIMOSIA!!!

Por: Angelica Medo! Silêncio! Dor! Por que me prender a estas palavras doentes? Por que não procurar a alegria, o riso, o amor? Por que deixar instalar-se no meu coração o desgosto antes do tempo? Mais do que nunca na hora da incerteza na hora da dúvida precisamos trazer para fora nossas memórias. Lembrar músicasContinuar lendo “TEIMOSIA!!!”

CAFÉ – ABRAÇO NEGRO DE AFETO!

Por: Angelica Quem nunca tomou um café, atire a primeira pedra. Cafezinho para ajudar a digestão depois de um belo churrasco com amigos. Café a tarde para jogar conversa fora com as amigas. Café de manhã para dar ânimo. Café para dar uma pausa no trabalho. Café para confidenciar o amor. Café na cama paraContinuar lendo “CAFÉ – ABRAÇO NEGRO DE AFETO!”